A namoradinha de outra cidade (Parte 2)

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Contos Eroticos novo site aqui

Dei um beijo de língua bem gostoso naquela cetinha gostosa, metendo minha língua lá dentro e mexendo ela bem enquanto meus lábios roçavam nos grandes lábios dela, ela mexia mais o corpo e soltava gemidinhos tímidos, segurou com força nos meus cabelos a ponto de doer.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Contos Eroticos novo site aqui

-Calma gata, assim você me machuca.

Não tive resposta e comecei a ficar só lambendo a porta da bucetinha dela, desde lá de baixo até onde ficava o grelinho, ela suspirava e sua bucetinha já estava bem molhadinha, comecei a chupá-la puxando bem a bucetinha dela com os lábios e às vezes rodando a língua bem lá dentro, sentia que estava gostando, pois começou a apertar meus cabelos com mais força ainda, fui subindo com a língua e comecei a fazer movimentos mais rápidos e ritmados no seu grelinho só com a pontinha da minha língua. Lambia e lambia, ela soltou meus cabelos e começou a gemer um pouco mais alto, me foquei em ficar roçando seu grelinho em meus lábios e ficar fazendo meu dedo indicador e do meio ficarem unidos, saindo e entrando da bucetinha dela beem devagar, não demorou muito para que uma pequena quantidade do mais doce mel dela jorrasse em minha mão.

Depois de me divertir um bom tempo na sua bucetinha eu levantei, a peguei em meus braços e a levei pra minha cama, ela olhava pra mim sorrindo, pegou minha nuca e me beijou, sua língua estava deliciosa e um fio de saliva ficou entre nós quando ela soltou minha boca, ela desabotôo minha calça me deixando só de cueca, me deitei do lado dela e afastei a parte do vestido que ficava sobre seu seio esquerdo e comecei a beijá-lo.
Seus seios eram pequenos, mas mesmo assim saborosos, durinhos e eu já sabia que tinham sido bem pouco chupados, enquanto eu chupava sua tetinha ela foi descendo as alças do vestido de forma a ficar com o colo todo nu, não resisti e abocanhei a outra tetinha também, claro que sem esquecer a outra que recebeu uma massagem deliciosa da minha mão esquerda enquanto a direita apertava de leve o seio que eu estava sugando, babei muito no colo dela.

-Não vai querer outra coisa? Ela perguntou.
-Calma, temos que aproveitar bem o momento. E voltei a sugar sua tetinha direita agora revezando com esticadinhas de leve no biquinho com os dentes e ela acariciando meus cabelos.

Fui descendo e com as mãos levava o vestido dela comigo até que ela ficou toda nua na cama, voltei com velocidade ao seus lábios que mais uma vez me receberam com um beijo ardente, ficamos abraçados e entrelaçando nossas línguas por mais um tempo.

continua depois da publicidade
-Nossa gato hmmm você é muito gostoso.
-Sou? Vou ficar bem melhor meu anjo.

Da sua boca minha língua foi descendo pelo pescoço e depois entre seus seios, chegando à barriguinha, dei várias mordidas de leve e chupei muito seu umbiguinho, o que fazia suspirar muito.

-Não para amor.

Continuei descendo com a pontinha da língua até chegar em suas coxas, que maravilha, grossas, durinhas suculentas, dei uma chupada um pouco mais forte que resultou em um gritinho de dor mas nada me impediu, lambia e mordia aqueles coxões enquanto minha mão direita fazia caricias na porta da sua cetinha.

-Delícia gata.
-Me pega de jeito nego.

Ela se virou e ficou com a bundinha empinadinha pra mim, redondinha, deliciosa, beijei todas as partes que eu pude de ambas as nádegas, roçava os dentes e mordiscava.

-Ohhhhh, não para nego.

Lambia sua bundinha e minha mão ficava num pra cima/pra baixo insano no seu reguinho, estava me deliciando naquela bunda gostosa quando ela disse.

-Não agüento mais, quero você em mim agora.

Ela roçava os dedos na cetinha enquanto falava isso e entendi bem o recado, de joelhos me postei atrás dela e com um só movimento coloquei minha rola na xoxotinha dela.
-Nãoooo!!!!
Fiquei assustado com o grito que ela deu e tirei minha pica logo de cara, mas deu pra sentir que a cetinha dela estava em chamas.

-O que foi delícia?
-Coloca a camisinha antes, se não nem rola.
– Estiquei meu braço e peguei na gaveta uma camisinha de uva que tinha lá dentro, abri e enrolei a pica, segurei a base e fiquei balançando pra ela.
-Tá bom assim?

Com um sorriso muito safado ela arrumou os travesseiros e colocou seu rosto sobre eles, ficou apoiada no cotovelo esquerdo e nos joelhos e com a mão direita ficava roçando seu grelinho.
– Agora pode gato.

Só de sacanagem posicionei bem com a mão meu pau na entrada da cetinha dela e forcei com toda a força pra entrar de uma vez.
-Ahhhhhhh isso,ahhh como é bom sentir isso dentro de mim.
-Vou fazer você sentir bem mais gata.

Segurei com firmeza na sua cintura e ao invés de me mexer forçava o corpo dela pra frente/pra trás na minha rola, ela gemia muito e logo largou seu grelinho para apoiar sua mão na cama e me ajudar intensificando mais ainda os movimentos.
Enquanto ela conduzia a penetração enrolei minhas mãos em seus cabelos e levemente o puxava pra trás, ela começou a mexer mais rápido.
-Sou toda sua delicia.

Larguei seus cabelos beijei suas costas e apertei com força sua bundinha e comecei a fazer meus movimentos socando bem rápido minha rola nela.
-ANNNNNHM isso gato, vai.

Ela não fodia há muito tempo, mas pelo jeito gostava bem da coisa, comecei a intensificar meus movimentos, inclinei meu corpo sobre ela pra penetração ficar mais profunda, ela gemia alto e eu estava adorando, a buceta dela era bem apertadinha e me dava muito tesão.
-Ta gostando delícia?
-Muito.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Contos Eroticos novo site aqui

Já estávamos todos suados e ofegantes, esqueci do mundo enquanto castigava aquela bocetinha rosada, bombei muito e com força aquela cetinha até ela pedir pra parar.
– Cansou amor?
-Nunca.

Ela ficou de frente e me puxou pra ela.
-Me pega assim agora.
Abriu bem as pernas e eu de joelhos na cama estava de joelhos fiquei, encaixei ela em mim e comecei a bombar novamente.

A vista era linda, ela gemendo e eu tendo a visão direta do rosto dela, sorrindo de prazer enquanto minha rola grossa e dura atravessava a cetinha inocente dela, as mãos dela hora apertavam os seios, hora a entrelaçava como um abraço e a minha metida estava mesmo muito gostosa, tanto que acabei gozando dentro dela.
-Ahhhhhhhhhh, delícia.

Logo após eu gozar ela começou a mexer rapidamente no grelo com os dedos, fazendo um pra cima/pra baixo bem rápido e não tardou pra um jatinho bem gostoso de mel sair daquela cetinha.
Tirei logo minha pica de dentro dela e tirei a camisinha pra que meu pau pudesse respirar, olhei a cetinha dela e vi que estava bem molhada.

Ela veio em minha direção e me deitou.
-Você é demais, agora vou cuidar dele.
Pegou meu pinto ainda flácido e cheio de goza e começou a beijar, depois passando a língua deixando ele todo limpinho, me levou a loucura, colocou aquela bucetinha meladinha na minha cara e ficamos num 69 bem gostoso, eu lambia e chupava sua buceta como um louco em pouco tempo meu rosto estava todo melado, chupava os lábios da bucetinha e roçava os dentes no grelo, já ela estava com as duas mãos sobre minhas bolas e chupando intensamente só a cabeça do meu pau, depois começou a massagear minhas bolas e colocar meu pau quase todo na boca com gosto, colocou até onde deu, depois foi chupando e subindo a cabeça, fez isso repetidas vezes até que meu pau ficou durão novamente.
-Que cabeção latejante.
-E é todo seu.

Ela segurou meu pau só com uma mão e começou um boquete bem gostoso, revezava mordidinhas, chupadas , beijos ou então enrolava a língua ao redor da cabeça e mexia de forma bem gostosa com sua boca pequena e delicada.
Tem outra camisinha?
Respondi abrindo a gaveta e jogando outra pra ela, que abriu e colocou no meu pau, eu me deitei na cama com as pernas abertas e com as costas encostadas nos travesseiros e a chamei até mim, ela veio me abraçou e me deu outro beijo bem envolvente, coloquei as mãos nas pernas dela e a encaixei no meu pau e ela inclinou o corpo sobre mim meio de lado e eu comecei a penetrar deliciosamente.
AHHHHH, isssoo, vai delícia.

Eu conduzia os movimentos com minhas mãos bem abertas e bem firmes na sua bunda, apertando bem e fazendo os movimentos mais gostosos possíveis, ela gemia e como castigo eu dava vários tapinhas na sua bunda.
Sentia meu pau sair quase todo e depois entrar quase todo também, ela levantou o corpo e fez uma seqüência de reboladas com meu pau dentro dela que quase me levaram novamente ao orgasmo.
Agora estava completamente deitado, com ela sentada sobre mim e cavalgando devagar e a cada segundo aumentando a velocidade e intensificando os movimentos, até que chegou ao ponto de ela estar praticamente pulando sobre mim até o pau sair pra fora da sua bela cetinha e eu claro adorando ouvir seus gemidos e sentir meu pau ser castigado.

Estava só observando ela se acabar na mina rola, estava com as mãos cruzadas atrás da cabeça e sorrindo curtindo aquele momento único, ela então pegou uma das minhas mãos levou até sua boca e começou a chupar o dedo do meio, sem parar de quicar no meu pau, depois levou minha mão até um de seus seios, durinho e maravilhoso automaticamente levei a outra mão no outro seio e os fiquei massageando ela lançou a cabeça pra trás e começou a mexer com ainda mais vontade.
Ela deitou o corpo sobre mim ainda com meu pau dentro, e começou a me lamber, da testa até o queixo, já eu a abracei um pouco acima da cintura a prendendo colada a mim, senti seus mamilos durinhos encostar no meu peito e ela começou a mexer os quadris bem rápido pra cima e pra baixo, o que fez que uma das minhas mãos largasse o abraço e apertasse bem sua bundinha enquanto ela ainda se dedicava e lançar sua bucetinha de encontro a meu pau.
-AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHhh

Ela gozou intensamente e eu a cobri de beijos, a deitei do meu lado e fiquei um tempinho abraçado só a beijando, depois comecei a socar novamente a pica nela.

– Você não cansa gato? Já estou morta
-Quem manda você ser tesuda?
Metia com força de ladinho, ela delicioso sentir meu quadril encontrar a bundinha dela, precisava de bastante força pra penetrar nessa posição, ela apertava bem as pernas pra dificultar e ao mesmo tempo deixar mais gostosa minha penetração.

Sentia que o gozo já não podia ser contido, a beijei de frente e comecei a beijá-la enquanto me punhetava, ela estava por baixo e vendo como eu estava colocou uma das mãos em minha nuca e enquanto me beijava ela assumiu o controle da punheta com a outra mão.
-OHHHHHH amor vou gozar.

Despejei um bom jato de goza na barriga dela e foi de forma deliciosa já que estávamos num beijo bem intenso quando gozei.
Espalhei bem minha porra na barriguinha dela que apenas sorriu, paramos por ai ficamos abraçados e adormecemos.
No dia seguinte ela tomou banho e a levei em casa, mas é claro que agora nosso namoro estava bem mais interessante e em breve talvez eu conte outros momentos que tive enquanto estive fora.
Espero que tenham gostado.

Quer nos envia a sua? faça por aqui: http://rabiscosecontoseroticos.xyz/envie-a-sua-historia-ou-conto-erotico/

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Atenção!

O site rabiscosecontoseroticos.xyz foi descontinuado, apartir de hoje todos os contos será inseridos num novo domínio.

Novo domínio é contoseroticosvip.com 

Se quer continua a ler os nossos contos que diariamente sai um conto novo aceda então ao novo site/domínio.

Administração Contos Eróticos