Eu fiz um homem gozar pela webcam, ao lado de sua esposa

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Contos Eroticos novo site aqui

Oi meus amores, após muitos pedidos, estou de volta pra contar mais uma aventura minha. Essa é bem recente, foi agora de agosto e embora tenha acontecido tudo pela internet, foi uma das minhas experiências mais prazerosas e cheguei a gozar mais de uma vez. Mas não vou enrolar, vamos lá. Essa aconteceu com um amigo que converso há mais de um ano. Vamos chamá-lo de Carlos, ele mora no interior de Tocantins, e tem perto de 50 anos. Sei que a maioria aqui mente, inventa, fala que são mais bonitos e gostosos que um ator ou atriz da Globo, mas vou ser honesta.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Contos Eroticos novo site aqui

É um homem normal, pra sua idade, barriguinha, cara de pessoa comum, trabalhadora, nada demais.
Não gosto muito daqueles bombados, malhados, que só falam de academia e dieta. Acho até bem gay esses.
Aliás, eu tenho um tesão enorme de homem normal, cara de, sei lá, pedreiro, borracheiro, taxista…homem do dia-a-dia, que trabalha, tem família etc. Não sei explicar bem o motivo, mas me dão mais tesão.

Então, como expliquei em outros conto, sou Aeromoça. Viajo o Brasil inteiro a trabalho, e aproveito para me divertir um pouco, se é que me entendem, rs.

Tava lá na minha sala de chat, e apareceu o Carlos online. Eu estava em Recife, era umas 17h da tarde de uma sexta.
Carlos apareceu:

– Beijos, minha linda. Tenha um ótimo final de semana!
– Ué, já chega falando e se despedindo? Rs
– Sim, assim como você, sou casado, já já minha patroa chega
– Ah…já já? ‘Já já’ dá pra brincar bastante
– Ai ai, Ana…tu sabe que não consigo dizer não pra você

E honestamente? Não consigo dizer não para ele também, conversamos por meses, de boa, via webcam, sempre foi muito respeitador e sério.
Já tinha plena confiança dele…

…e quando pego confiança, aí viro uma capetinha, rs.

– Pronto, Ana, webcam ligada
– Ai Carlos, Recife tá fazendo um calor danado…você não se incomoda se eu tirar minha blusa né…
– (ele fica surpreso com a pergunta, engole o cuspe, fica vermelho) Não meu amor, entendo…

Então me levantei, de costas, tirei a blusa, o sutiã e imaginei ele já super excitado.
Coloquei uma blusa bem grande e folgada.
Aproveitei pra tirar meu shortinho também, fiquei só de calcinha.

Então, quando virei pro Carlos, juro que vi ele de boca aberta, praticamente babando.
Nossa, e quando vejo um homem assim, babar, ficar excitado por mim…fico louca de tesão, assumo: sou voyeur, me excito com gente me vendo, se masturbando pra mim, me desejando…

Mas aconteceu um problema, ele de um pulo e se levantou da cama.
Fique sem entender, desliguei a webcam.

– Ana, Ana…patroa ta chegando, carro entrando, vou ter que desligar
– Carlos, amor…posso te pedir um favor?
– O que quiser
– Não desliga. Baixa a tampa do Notebook, bota embaixo da cama sei lá, me deixa ouvir tu fala com ela…tenta fuder bem gostoso com tua esposa e me deixar ouvindo, já estou toda meladinha
– Tu jura que fica quieta?
– Sim (falei tirando a calcinha, rs) … deixa no mudo minha webcam
– Ok, te ligando, atende que vou deixar no mudo.

Atendi a chamada do chat que a gente frequenta, foi o tempo de ver ele colocando o notebook, com a tampa abarta mesmo, embaixo da cama.
Depois de uns minutos, vejo um pé de mulher, de salto, entrando.

Carlos cumprimenta a esposa, pergunta se deu tudo certo no banco, ela reclama de algo, está estrassada…ele tenta acalmar ela, abraçar, beijar…e parece que ela não tá afim, até fiquei tristinha rs

Eles falam algo que não entendo, e ela vai em direção ao banheiro.
Então o Carlos aparece:

– Amore, não vai dar, ela não ta afim
– Tudo bem, meu anjo…depois a gente se fala, beijocas
– Beijos

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Contos Eroticos novo site aqui

E fui conversar com outros amigos, do meu chat.
Então aconteceu algo que me surpreendeu, depois de umas 2h.

O Carlos ficou online.
– Oi, Ana
– Ué, ela ainda ta no banho?
– kkkkkkk não boba, ela pegou no sono, ta aqui no lado, na cama
– Como é, Carlos???? Ta na cama com ela e falando comigo ???
– Calma, ela dorme pesado, até ronca
– Nossa, que tesão! Me mostra ela
– Não dá, ela vai ouvir
– Deixa no mudo, eu continuo só digitando

Ele pega o note e bota a webcam pra mostrar ela. Bem bonita de corpo a mulher dele, e não é pra menos, ela não trabalha nem estuda, só vive de dondoca rs.

Então, nessa hora baixou um capeta em mim.
Falei que tava com uma música nova da Anitta e não conseguia parar de dançar.
Ele deu um sorrisinho, meio ingênuo, sem entender.

– Tu se importa se eu dançar aqui, Carlos? Tu não está ouvindo, mas botei agora pra ouvir a música e não consigo ficar parado ouvindo ela
– Claro meu bem, quer que eu desligue?
– Não bobo, tu sabe que eu gosto de ser vista…fica me vendo

Então comecei a dançar.
Quem me vê como aeromoça, séria, alta, educada, toda bonita e produzida, pensa que sou séria.
De fato, sou mesmo. Mas na intimidade, viro a maior puta possível.

E dancei. Dancei de ir até o chão, quicar, empinar o bumbum, quebrar, rebolar bem gostoso…
No final, tava rebolando com a bunda e a buceta bem perto da webcam, de propósito…olhava pro Carlos e via ele nervoso, ajeitando o óculos, olhando pro lado pra saber se a esposa não acordava.

E consegui o que queria: notei o braço dele começar a mexer
Fiz um homem de quase 50 anos, de família, trabalhador, casado, com a esposa do lado…bater uma punheta pra mim!

Nossa, achei aquilo muuuuito tesão.
Cheguei bem perto da webcam e mostrei minha calcinha molhada. Ele fecha os olhos, dá uma respirada bem profunda e mexe bem rápido o braço, tá batendo uma a toda força, pra mim.

E aí que aconteceu a merda.
Ele toma um susto, e escuto a esposa dele:

– Carlos, que porra é essa? Me deixa dormir…
– AH..ehh…desculpa
– Que é isso Carlos? Tu tá de pau duro homem, no computador? Que merda é essa?
– Não, nada, desculpa
– Tu ta vendo pornô, Carlos?
– Sim, não…quer dizer, nao, era só um filme na Netflix, acabei ficando excitado com uma cena
– Porra Carlos, tu tem mulher em casa, to cansada, mas se tu ta afim de trepar, avisa que a gente fode
– Não, Calma, pode dormir
– Calma o cacete, tu tem buceta em casa

Nessa hora vejo ela mexendo no lençol, ele esconde rápido o notebook e fico cerca de 20 min ouvindo eles gemendo, barulho de saco batendo em buceta e na bunda (quando a gente fica de quatro e vocês metem forte), escuto Carlos gemer, chamar de delícia etc etc etc

Sinceramente, não lembro mais tão bem, estava me masturbando e gozando muito, mas muito bem. Acho que foi a melhor siririca que já bati.
Carlos tinha ficado excitado por mim, EUZINHA que deixei a pica dele dura, sabia que ele tava fudendo a esposa pensando em mim, notei que ele falava alto (a esposa reclamou) pra eu ouvir.

Nossa, foi tesão demais!
Pena que vou ao Tocantins, e quando fui ele não podia, mas assim que que puder, vou fuder muito com ele, quero chupar aquela rola até ele desmaiar, tenho muito tesão nesse meu amigo.

Conto enviado por: Casada Paulista 

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário. E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui:

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

3 comments

  1. Sergio Viana Oliveira

    Eu também curto!
    Adoro exibir minha nega pela cam!
    Acesse o blog abaixo e veja as fotos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Atenção!

O site rabiscosecontoseroticos.xyz foi descontinuado, apartir de hoje todos os contos será inseridos num novo domínio.

Novo domínio é contoseroticosvip.com 

Se quer continua a ler os nossos contos que diariamente sai um conto novo aceda então ao novo site/domínio.

Administração Contos Eróticos