Evangélica salva pelo casal de amigos - Contos Eróticos

Evangélica salva pelo casal de amigos

Meu nome é Ângela sou de CAMPINAS-SP, uma mulher evangélica que cresceu tendo uma visão que tudo era proibido, que tudo era errado, fui crescendo e vendo que eu era diferente das outras meninas, não podia fazer as unhas, não podia depilar as pernas, não podia passar um batom, piscina e praia nem pensar.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Na minha religião o namorado é escolhido pelos pais, foi quando eu tinha 19 anos ninguém me perguntou nada e de repente eu já estava casada. Eu queria mais que nunca, pois era uma oportunidade para matar aquele T que fazia eu andar o tempo todo com a calcinha ensopada.

Na noite nupcial, pensei: vai ser hoje que me esbaldo! Estava totalmente enganada! Antes as mulheres da igreja me disseram que na cama não podíamos ficar nus o marido de pijama e a esposa de camisola comprida e com a luz apagada! Deitamos e eu pensei! Vou ser devorada por esse homem virgem! Foi quando abri as pernas e meu marido veio por cima naquele momento eu tão molhada que escorria pela minha bunda e minha camisola, o lençol estavam ensopados e senti aquela aberração na cara da minha vagina, não era possível! Senti um pintinho entrar dentro de mim não tinha mais que 10 cm. Eu antes fantasiava que íamos transar por horas, mas ele fez 4 vai e vem e gozou, correu tomou banho e se ajoelhou na beira da cama, querendo ser perdoado pelo pecado que acabara de ter cometido. eu estava odiosa e queria sair correndo. E nos 10 anos de casada da para contar nos dedos as vezes que ele me possuiu. Agora tudo começa!

Tenho uma amiga casada, a Maria do Carmo e o Marido dela é Júlio César eles não são evangélicos, eles são quarentões ela mulata e ele moreno. E sempre vou a casa deles, pois moram perto da minha casa. Como meu marido adora trabalhar e orar, nunca esta em casa, quando está ou tem um monte de irmãos debatendo sobre a bíblia ou está dormindo.

A Maria do Carmo sempre foi a minha psicóloga, era a única pessoa que eu comentava sobre minha vida sexual.

No ano passado o casal me convidou para ir a uma chácara que era da irmã do Júlio e não ia ter ninguém por lá, a chácara linda! Mas a Maria e o Júlio já tinham armado tudo! O Júlio estava com um shorts curto e a Maria com um shortinho que era engolido pela sua bunda grande e eu a crente naquele vestido que cobria até o tornozelo, foi quando a Maria me chamou e disse:

– “Vamos colocar um biquíni” !

Eu relutei em não colocar, nunca tinha colocado; ela me pegou pela mão e me levou para o quarto da casa, tirou da bolsa um biquíni novinho e me deu e falou:

– Coloca ninguém vai saber, só se você contar.

Quando vi a Maria ficar pelada, notei que ela tinha as perna e vagina raspada e eu toda peluda! Minha vagina parecia a barba do Enéas, A Maria me vendo daquele jeito me disse que iria me ajudar a me depilar, pegou um prestobarba e creme, começo pela minha vagina e a medida que ela me raspava com um dos dedos, ela tocava meu clítoris, comecei a babar, mas gostar me dava T, quando ela terminou de raspar minha vagina eu já tinha dado duas gozadas de me deixar de perna mole e aconteceu sem p…. Raspei as pernas, coisa que nunca tinha feito, tomei banho e coloquei o biquíni. E fomos nós duas para a piscina, quando o Júlio me viu, arregalou dois olhos que pensei que ia enfartar, ele não resistiu e me disse:

– Ângela que corpo bonito!

Ele largou a churrasqueira e veio para a piscina. Eu nunca tinha entrado em uma piscina estava morrendo de medo, e os dois sacanas me pegou pelo braço e me puxaram para a água, eu tinha confiança neles, pois os conhecia há mais de 10 anos, o Júlio se prontificou em me ensinar a nadar, o safado do Júlio só não colocava a mão na minha vagina, eu estava adorando, perdi a vergonha, juro que esqueci que era evangélica, esqueci que era casada pois estava em um paraíso.

(Quer usar este espaço para divulgar algo? clique na imagem.)

Saímos da piscina e a Maria pegou um óleo e mandou o Júlio passar nela e me disse que eu teria que passar para não me queimar passado nela ai foi a minha vez! Que delicia eu deitada de barriga para cima e a Maria e o Júlio me passando o óleo! A Maria safada! Passava o óleo nos meus peitos o Júlio nos meus ombros me massageando e notei que a coisa estava esquentando e eu estava travada, foi quando a Maria começou a massagear com uma mão os bicos dos meus seios que na altura do campeonato estavam duros como pedra e com a outra mão passando por cima da minha tanga.

De repente ela estava me masturbando e começou a chupar meus seios, a tanga do Júlio parecia que estava com uma linguiça calabresa dentro da tanga, quando dei por fé o Júlio estava com a boca chupando a minha vagina, ele não chupava ele beijava como se minha vagina fosse uma boca! Perdi a conta de quantas gozadas dei na boca do Júlio, eu estava em outro mundo! Trocaram a Maria foi para a minha vagina e o Júlio sacou aquela enorme calabresa colocou na minha boca, eu chupava aquele membro como se fosse um sorvete corneto e não via a hora de receber aquilo tudo em mim, mas não demorou! Fui dar conta que estava nua quando o Júlio abriu minhas pernas e pincelou aquela enorme cabeça no rostinho da minha vagina lambuzada e começou a invadir minha vagina apertada bem devagar pois ali só entrara um pintinho do tamanho de um batom, quando ele colocou a metade explodi! Se minha vagina tivesse dentes ela tinha cortado o pinto do Júlio. fora o tanto que ela contraia. Só de escrever já estou com T! Eu não tinha espaço! ele me penetrando e ela me chupando. Ele me pegou em todas as posições que se pode fazer me colocou sentada no colo dele, de lado e na posição de 4 sendo bombada o Júlio parou e enfiou tudo e parou! Senti um jato dentro de mim quente ai gozei também! Desmaiei! Mas não parou por ai, o Júlio entrou na piscina e lavou a calabresa dele e voltou, dessa vez ele pegou a Maria de 4 e penetrou ela, essa minha amiga é uma puta como ela gemia e gritava e gozava ao mesmo tempo, foi quando vi o Júlio pegar um gel que estava no meio da toalha e passou no ânus da Maria que sentou naquele foguete e foi engolindo devagarinho aos poucos sumiu dentro dela que cavalgava em cima daquela tora, não resisti e fui ajudar os dois resolvi entrar no meio das pernas dela e chupar a vagina dela nunca tinha feito, sentia aquela baba que parecia baba de quiabo só que em grande proporção, sentia ela gozar na minha boca e gozava também sentido que ela gozava. Desmaiamos os três na beira da piscina. E depois fomos tomar banho.

Depois fiquei envergonhada e, eles me trataram com tanto carinho depois. A carne da churrasqueira queimou virou carvão. Ai tivemos que fazer o almoço e o Júlio e a Maria tomando cerveja e me deram um copo de vinho. Depois do almoço fomos tirar um cochilo. Depois acordamos e transamos de novo. Eu não sabia, mas a Maria e o Júlio eram um casal liberal que já praticavam swing e ménage. Depois disso coloquei meu modelito evangélico e voltamos para casa. Eu voltei salva, eu era outra mulher agora, completa. Ainda sou evangélica, casada, mãe de dois lindos filhos, só que agora eu tenho um casal super amigos que matam a sede do meu corpo que meu marido nunca matou! E pela vontade de meu marido fico de 1 a 2 meses sem sexo, mas agora duas vezes por semana sou agraciada em gozar muito com a Maria do Carmo e o Júlio que é meu segundo casamento não vivo mais sem eles.

Sou evangélica CCB, podem me criticar a vontade, mas agora sou feliz, pois estou completa.

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo Whatsapp? Veja aqui como o fazer: Clique aqui.
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Um comentário

  1. Ahg se tivessemos uma amiga assim para brincadeiras a tres

Deixe um Comentário. (Proibido divulgar Whatsapp ou emails)

Seu endereço de e-mail nao será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*