Sou corno da minha supergirl

Tenho uma esposa muito bonita seu nome é Luísa, 34 anos. Ela é empresaria de uma grande empresa. E ela quem dar as ordens e é obedecida na hora, e isso me deixava com vontade em ser corno dela, pois na minha fantasia, imaginava ela me ordenando a ser bom maridinho e ficar caladinho e mansinho enquanto ela se aprontava e ia foder com outros machos.

(Clique nas imagem em baixo visite nosso parceiro)

Guia de Orgasmo feminino

Mas pensa é fácil o difícil era falar que eu queria ser corno manso e passei a ler contos de maridos que se realizam vendo ou descobrindo que suas esposas entram na vara e ficam mansinho. E na cama passei a falar que adoraria a ver usar um vestido e me deixar ver escorrer esperma de sua boceta e ao falar eu não resistia às palavras e gozava como um corno pensando na esposa com outro.

E com tanta excitação tive uma surpresa. Ela me contou que deu pra uma pessoa quando eu viajei e fiquei com raiva, mas ela alegou que ele não era do estado e que ela estava com a boceta coçando e chupou o pau dele, e já que eu vivia pedindo, ela deu tudo pra ele e em compensação a empresa lucrou. E passando uns dias e ela veio ao meu lado e falou que nunca mais iria fazer isso e perguntei se ele não conta nada… Sim não conta. E falei, veste a mesma roupa que usaste.

Ela voltou com um salto alto e lindo vestido e diz que esta usando a mesma calcinha e cinta liga e falei para ela levantar o vestido e na parte da frente da calcinha tinha a palavra (P) e na parte de trás uma letra (C) e perguntei o que é P e C. Ela explicou que é Puta Casada e o macho pode comer a periquita e o cuzinho dela.

E da raiva fiquei excitado e a jóquei ela na cama e lambi muito a boceta dela e acabei dizendo que eu queria que ela fizesse de novo e descobri que é assim que funciona; o bom marido lambe até as preguinhas da esposa e enquanto ela contrair as pregas eles ficam implorando pra ser o bom maridinho manso dela.

E para ela não havia dúvida eu queria mesmo ser. E dias depois ele diz – arrumei um macho e se tu queres ser corno sai. Eu sair e fiquei num bar e tomei bebidas e isso me desinibiu e volto e olho pela janela e a vejo rindo enquanto o homem chupava os seios dela e ela se joelhou no sofá e passou a mamar o pau do cara, mas eu estava nervoso e sair para o bar. Mas eu não sosseguei enquanto não a visse entrando na vara.

E voltei escutei um grito e meti na cara na janela e vi “a cena”, minha amada esposa estava recebendo a cabeça do pau do cara no cuzinho dela e meu pau endureceu e tirei o pau pra fora e estava batendo punheta rápido e estava pra gozar e ela olha na minha direção e eu não podia deixa ela me vê e me abaixei pra não atrapalhar, afinal eu mesmo solicitei os acontecimentos.

E o bom marido não deve fica atrapalhando a foda da esposa e me abaixei e só puder escutar ela falar em voz alta – A cabeça passou foder meu macho e não se preocupe o corno saiu e nem desconfia que a esposa dele ficasse chupando pica e tem a boceta melecada de porra e ainda leva no cuzinho e quando ele chega me beija e diz que me ama e hoje quero as pregas arrombadas que é pra ele saber o quando o amo.

Eu esperava que ela fosse puta, mas me surpreendi com tanta putada, mas achei estranho ela fala isso tudo em voz alta. E sair de lá e minutos depois o celular toca e recebo a mensagem com uma carinha de feliz e era hora de voltar, pois esse era o sinal… Uma carinha feliz… Não havia mais volta e, eu era um bom marido corno manso.

E logo chego e ela está com o dedo na boceta tirando a gala e a derrubei no sofá tirei a calça e meti na boceta cheia de esperma e no meu jeito afoito eu estava contente em foder a boceta dela e estava tão quentinha e fazia som de chec, chec, chec. E ao levantar mais as pernas de minha esposa, ela contrai as pregas frouxas.

E fingir um olhar incrédulo, ela percebeu e fez com que eu me aproximasse de sua boca e senti um teor de gala, e ela sentenciou… Tu queres? Então Goza olhando. Ela virou se de quatro no sofá e com uma mão abriu um lado da bundinha e saiu uma quantidade considerada de porra e disse – Bate punheta marido bate punheta agora.

(Clique nas imagem em baixo visite nosso parceiro)

DestruidorEprecoce

E bati com o pau na bunda dela e comecei a bater e vendo-a contrair as pregas veio o êxtase de uma gozada e a levo ao banho, e eu queria ser chamado de corno, pois se minha própria mulher diz que eu devo sair e ainda volto pra vê e quando entro em casa a encontro com a boceta melecada de porra, a rosquinha arrombada e ainda diz pra mim… Quer uma rosquinha que já foi comido por outro?

E foi quando ela falou – corno tá gostando? Eu sei que tu estavas olhando e tua esposa deu até o cuzinho que estar saindo esperma e não duvide foi naquele sofá que saímos juntos pra comprar e fiz tudo pra você chegar a casa e encontrar a rosquinha da sua amada bem comidinha e agora é tua vez.

E esse pedido me fez deliciar-me por completo e meti o pau na bundinha dela e quem já fodeu o anel da esposa já arrombado por outro, sabe que não tem existe prega pra arrombar. Eu mal sentia meu pau entrando e acho que nunca bombeei com tanta força e passava direto e ela perguntou… Eu fiz certo? , mas não precisa responder se gostou tira da minha bunda e vira de costas pra mim.

E ela me mandou esperar na posição e se ela voltasse e eu não estivesse na mesma posição eu ia me arrepender, claro fiquei, e me surpreendi quando ela volta usando roupas de super- Girl que eu havia comprado para ele e que ela nunca havia usado.

E ela falou que eu merecia uma punição de corno e pegou um cinto que ela havia deixado no banheiro e passou a dar lambadas na minha bunda. E não vou negar que me excitava apanhar lambadinhas de cinturão na bundinha pela própria esposa falando coisas a mim…

– Meu amado, você é safado demais, pensa que nunca desconfiei que tu eras manso, nunca me enganaste , vive falando na cama pra eu dar e depois finge ficar com raiva e fica semanas sem falar comigo e depois vem lamber as pregas do meu cuzinho me deixa excitada e aproveitou de minha excitação e me mandas arrumar macho e mamar o pau e diz que não devo desperdiçar nem um pouco do leite e devo tomar o leite e ainda me ordena a dá a boceta e ficas admirado ao saber que dei o cuzinho é?

– E tem mais, quando ele meteu na minha bunda eu gritei e olhei pra trás e de vi e tive que rebolar e aguentar tudinho e acha que é fácil aguentar uma rola grossa na rosquinha do anelzinho? E fiz tudo porque tu querias que eu desse e agora teremos um trato e haverá fim de semana que vou ser puta de outros e confessa que já bateu punheta pensando nisso!

Eu vi que ela estava gostando, pois as lambadas que ela me dava eram de leves, era como uma cumplicidade entre marido e mulher, e ela sabia que eu ia deixa ela foder com outros só pra curtimos esse lance dela se vesti com roupas de couro e me dominar. E nosso amor que era grande ficaria melhor, mas ela precisava de uma confirmação.

E me pau deu uma contração quando ela rindo começou a me punhetar e sussurrou em meus ouvidos… Se já bateu pensando eu a tua super girl com outro confirmar pra mim. E confirmei com a cabeça que já bati varias vezes. E agora ela diz que só depende de mim que ela vai fode com muitos outros e a mando tirar a roupa e dança pelada para mim e é nesse momento que ela diz…

… Que estou na penúltima fase antes dela ter a certeza que aguento ver ao tudo invés de só saber e que chegará o dia que ela vai me dá o meu dia de marido corno manso mais feliz do mundo. Pois verei minha mulher ser comida com roupas de super girl enquanto eu bato uma só assistindo ou escondidinho do jeito que eu quero e mereço, pois segundo ela é tudo que eu mereço só assistir, bater punheta e me lambuzar no meu pau.

…Essa história é referente à minha amiga Luísa agradecendo ao bom marido que gosta que ela tenha outros. E eles curtiram que ela se vista com roupas de couros, pode ser policial, politica e ele atingem a excitação máxima e fica de pau durão e ele leva umas chicotadas no pau dele e gozar sem ser tocado quando ela usa a roupas de super- Heroínas… Enfim ele apanha na cara e leva umas chicotadas, mas claro tudo no roteiro do script de marido e mulher e segredinhos entre quatro paredes.

Conto enviado por: Maísa Ibida (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário. E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui:

(Clique nas imagens em baixo para aceder a outros artigos)

NOME SITE

E estes contos já lestes?

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail nao será publicado.Campos obrigatórios são marcados *

*

error: Conteúdo Protegido !!